quarta-feira, janeiro 31, 2018

Saldo Fim de Mês da Coleção de Jogos


Desde quando comecei a controlar a coleção de jogos esse foi o mês que menos comprei jogos! Mês passado já tinha sido fraco com apenas duas aquisições e nesse mês foi apenas um de PC.

O interessante é que pude alcançar a marca de 600 jogos bem distribuídos em 22 plataformas!


Pelo menos o jogo que eu comprei esse mês eu já consegui terminá-lo! Coisa rara de se ver!

Vamos ver no mês que vem se pelo menos a PS Plus traga bons jogos, pois nesse mês nem isso veio...

domingo, janeiro 21, 2018

Little Nightmares


Já tinha um tempo que vinha querendo comprar esse jogo e aproveitei uma promoção da Steam para finalmente comprar esse plataforma-terror que foi bem elogiado por vários críticos.

O jogo é no estilo Limbo/Inside, entretanto a movimentação é em 3D ao invés desses outros que tem o cenário 3D mas na realidade são 2D. O charme do jogo mesmo é a ambientação e a pitada de terror que ele traz. Os inimigos tem um design maravilhoso e só senti falta de ter mais encontros com eles.

Os puzzles não são tão complicados (alguns até bem fáceis), mas isso não prejudica o jogo. Fiquei gratificado de guiar a personagem Six para saber até onde essa história iria.

O jogo é curto (terminei com quase 4 horas) mas vale demais a experiência!


segunda-feira, janeiro 01, 2018

Filmes Vistos em 2017


Dois mil e dezessete se foi e esse foi um ano que vi muitos filmes!

Em 2015 foram 52 filmes e em 2016 foram 33 filmes. Mas em 2017 foram 64 filmes!!

Novamente os filmes do ano anterior foram os mais assistidos, mas os filmes lançados no ano foram bem vistos também. O mais antigo foi o clássico do Martin Scorsese, Os Bons Companheiros de 1990.


Apenas em dezembro que não vi nenhum filme e vi 33 filmes no 1º semestre e 31 filmes no 2º semestre. O mês de março foi o que mais assisti por causa das férias do trabalho.


  • Janeiro (5): Katy Perry: Part of Me, Kung Fu Panda 3, O Procurado, Con Air e Refém da Paixão
  • Fevereiro (2): A Morte do Demônio e David Blaine: Real or Magic
  • Março (14): Demônio, O Profissional, Duelo de Titãs, Os Bons Companheiros, Invasão Zumbi, Pets, A Grande Muralha, Nerve, Passageiros, Rogue One: Uma História Star Wars, Moana, Moonlight, Assassin's Creed e Rua Cloverfield 10
  • Abril (9): Zootopia, La La Land, Warcraft, Sem Escalas, Toy Story 3, Hitman: Agente 47, Animais Fantásticos e Onde Habitam, Homens de Coragem e Fatal Contact: Bird Flu in America
  • Maio (2): Silicon Cowboys e Fragmentado
  • Junho (1): O Vidente
  • Julho (13): Colateral, Doutor Estranho, John Wick: Um Novo Dia Para Matar, Logan, Z: A Cidade Perdida, Inferno, A Bela e a Fera, Fome de Poder, Deadpool, Os Descendentes, Corra!, Scott Pilgrim Contra o Mundo e Kick-Ass
  • Agosto (4): A Vida Secreta de Walter Mitty, Capitão América: Guerra Civil, Batman vs Superman: A Origem da Justiça e Todo Mundo Quase Morto
  • Setembro (6): John Carter: Entre Dois Mundos, A Hora do Espanto, Death Note, It: A Coisa, Corrente do Mal e Onde Está Segunda?
  • Outubro (6): O Babadook, Jogo Perigoso, Walt Antes de Mickey, Amaldiçoado, Amnésia e O Bar
  • Novembro (2): Bokeh e Circle
  • Dezembro: -

domingo, dezembro 31, 2017

Saldo Fim de Mês da Coleção de Jogos & Fechamento Anual


Chegamos no ultimo mês do ano e para fechar esse foi o mês mais fraco com apenas duas aquisições.

Pelo menos foi mais um jogo de Xbox One (que é o console atual que menos tenho jogos) e mais um para PS Vita oferecido pela PS Plus.

Com essas duas aquisições fecho o ano quaaase 600 jogos!


Como é o último mês do ano também, nada melhor que fazer o fechamento anual e ver quantos jogos entraram na coleção em 2017.

Foram 99 jogos, com a dominância de 3 plataformas: PC, PS Vita e Nintendo Switch

Tive um grande volume de jogos físicos, principalmente no formato cartucho. Isso foi por causa dos jogos de Mega Drive e Atari que comprei.

Aliás, em 2017 foram 5 novos consoles: Game Boy Color, Mega Drive e Atari 2600 em fevereiro; Switch em agosto e o GPD XD em outubro.


A média de jogos mensais foi bem menor que ano passado: 8 jogos por mês em 2017 e 27 jogos mensais em 2016. O mês de fevereiro foi atípico, pois foi quando comprei o Atari 2600 e o Mega Drive e com eles vieram 18 cartuchos.


Ano passado desejei comprar pelo menos o Atari 2600, Mega Drive, NES, Saturn e o Dreamcast. Consegui comprar dois desses cinco, mas entrarem outros três que não estavam previstos.

Creio que 2018 pode ser o ano que finalmente irei completar essa 1ª fase da coleção com esses 3 consoles que faltam. O Dreamcast é mais tranquilo de comprar, o NES um pouco mais caro e o Saturn é que terei mais dificuldade.

quinta-feira, novembro 30, 2017

Saldo Fim de Mês da Coleção de Jogos


Excelentes aquisições nesse mês. Aproveitei que um amigo foi nos EUA e pedi para ele trazer dois jogos do Nintendo 3DS e um do Switch.

Aproveitei também a Black Friday na Steam e comprei 3 jogos para PC e para fechar a lista teve um jogo da PS Plus.

O difícil é arrumar tempo para jogar tanta coisa boa...


terça-feira, novembro 28, 2017

Twitter


Em setembro de 2011 eu me aventurava em uma rede social "nova" que já existia há 5 anos, porém no Brasil ainda era um pouco desconhecida.

No início eu não entendi muito a relevância do Twitter e publiquei pouquíssimos tweets.

Entretanto, alguns anos atrás comecei a seguir algumas pessoas e comecei a acessar com mais frequência esse site. O acesso foi ficando cada vez mais frequente, até que hoje acho o Twitter mais interessante que o próprio Facebook, mesmo sem postar nada por lá.

Nesses 6 anos que tenho minha conta publiquei pouco mais de 100 tweets e com um objetivo de tentar melhorar minha relação com as redes sociais que uso, decidi realmente usar o Twitter.

Nesses últimos 30 dias publiquei 60 tweets, ou seja, pouco mais da metade do que publiquei em 6 anos!!

Demorei a achar utilidade nessa rede social, mas creio que depois de anos de observação começarei a utilizar plenamente o Twitter.

domingo, novembro 19, 2017

Super Mario Odyssey


Era outubro de 2016 quando a Nintendo soltou um release do Nintendo Switch e algumas poucas cenas do novo Mario apareceram para nós. Ali só deu para sentir um gostinho do que a Nintendo estava preparando para nós.

Em janeiro desse ano tivemos o evento de lançamento do Switch e daí podemos ver o potencial no novo Mario. Muitas pessoas estranharam o que foi mostrado, mas eu particularmente não estava nenhum pouco preocupado, pois tinha certeza que a Nintendo não faria feio com sua principal franquia.

Em junho na E3 podemos ver mais no detalhe o que seria o Super Mario Odyssey e foi maravilhoso assistir o que a Nintendo tinha criado para nós e que estaria chegando em outubro próximo!

Super Mario Odyssey foi o primeiro jogo que comprei na minha vida no dia do lançamento, no dia 27 de outubro, e posso dizer que valeu cada centavo!

A jogabilidade é fantástica, os mundos são ricos e cada uma mais imaginativo que o outro, encontrar todos os segredos estenderá a vida do jogo por muitos meses e a pitada de nostalgia que a Nintendo colocou nesse jogo é algo inédito na história da franquia. Há tantos detalhes que só o mais fanático jogador da série irá perceber todos (ou a maioria...).

Terminei o jogo hoje com quase 200 luas e agora é voltar aos mundos e procurar as demais tentando me aproximar o mais perto possível das 999 luas disponíveis no jogo!

Possivelmente Super Mario Odyssey irá se tornar o meu Mario favorito, ultrapassando até mesmo a minha paixão pelo Super Mario World.

Temos aqui novamente a Nintendo fazendo história e mostrando que o seu mascote é realmente o maior ícone da história dos videogames!


domingo, novembro 05, 2017

Preciso Saber se Estou Indo Bem


Comecei um trabalho de couch no meu trabalho e a minha professora me indicou esse livro para ler já que um dos meus desafios é melhorar a minha maneira de passar feedback para a minha equipe.

Li o livro em poucas sessões e realmente ele é muito bom! No estilo do livro "O Monge e o Executivo" aqui temos uma história sendo contada como pano de fundo para os ensinamentos que o autor quer passar.

O grande ensinamento do livro é o chamado Feedback Positivo onde reforçamos mais as qualidades e acertos para as pessoas se motivarem a cada vez serem melhores em sua vida profissional e pessoal.

Logicamente que o autor lança mão do clássico Feedback Corretivo que todos nós estamos acostumados a dar. Entretanto, ele defende a sua utilização apenas em certas ocasiões e ainda nos ensina a como utilizar esse tipo de feedback que é um pouco diferente do usual que normalmente utilizamos.

Ele trabalha outros conceitos também bem simples de entender e facilmente aplicáveis, basta querermos aplicar.

Recomendo muito para quem está buscando melhorar essa arte que, na visão do autor, é a principal ferramenta propulsora de uma equipe produtiva.

terça-feira, outubro 31, 2017

Saldo Fim de Mês da Coleção de Jogos


Continuando os movimentos dos meses passados, a biblioteca do Switch só cresce.

Nesse mês comprei e tereminei o excelente SteamWorld Dig 2 e pela primeira vez na vida comprei um jogo no dia do seu lançamento! Comprei o Super Mario Odyssey no dia 27/10 em mídia digital!

O objetivo era comprar em mídia física, mas o preço proibitivo no brasil (ao redor dos R$280) me empurrou para o formato digital e com a ajuda do site Save Coins acabei comprando por R$164! No momento só joguei umas 4 horas e posso dizer que facilmente ele será o melhor Mario que já joguei, superando até mesmo o Super Mario World que é o meu preferido até hoje.

Renovei também a assinatura da PS Plus e peguei dos jogos do PS Vita.



terça-feira, outubro 24, 2017

Zagg Color Folio


Desde abril desse ano eu estava plenamente satisfeito com meu teclado da Zagg que também funciona como cover para o iPad Air.

Ele me atendeu perfeitamente e se tornou um item indispensável para a minha produtividade no iPad. Mesmo com um pequeno problema na barra de espaço que tinha que ser clicada com um pouco mais de força, mas estava tão satisfeito com esse teclado que ele deu um novo gás ao meu iPad.

Entretanto, tive o azar de ter quebrado ele na semana passada bem na junção entre o teclado e a capa que coloca o tablet. Foi um estrago tão grande que o único destino foi o lixo.

Não pensei duas vezes e fui novamente ao Mercado Livre procurar outro teclado e achei o mesmo teclado na cor branca e até mais barato do que o 1º.

Comprei na hora e hoje chegou o substituto do seu "irmão" que foi pro lixo!

Cheguei até cogitar em mudar de vez e vender meu iPad Air e comprar o novo iPad Pro, mas como não tem esse teclado ainda para esse modelo, desisti da ideia e vou ficar ainda com o meu atual. Gostei tanto desse teclado que não me vejo saindo desse modelo até a invenção de outro tipo de teclado que me atenda tão bem quando esse!